terça-feira, 8 de dezembro de 2009

A UVA FAZ BEM PARA O CORAÇÃO


A uva constitui um componente essencial da dieta mediterrânea e até de sua cultura. Recentes descobertas científicas atribuem a boa saúde cardíaca dos habitantes do Mediterrâneo precisamente a algumas das substâncias presentes na uva.






Propriedades e indicações: dois tipos de nutrientes destacam-se na composição da uva: os açúcares e as vitaminas do complexo B, por outro lado, a uva fornece poucas proteínas e gorduras. Ainda que em pequena quantidade, as proteínas (0,67%) contém todos os aminoácidos essenciais. Os minerais estão presentes em quantidades moderadas. Os componentes da uva que merecem menção especial são:

-Açúcares: Uvas de regiões frias costumam ter menos açúcares, enquanto as cultivadas em terrenos cálidos e secos são mais doces.

-Vitaminas: Com 0,11 mg/100g de vitamina B6, a uva é uma das frutas frescas mais ricas nessa vitamina, superada apenas pelas frutas tropicais como o abacate, a banana, a fruta-do-conde, a goiaba ou a manga. As vitaminas B1,B6 e B3 também estão presentes em quantidades superiores à maioria das frutas frescas. Essas vitaminas têm, entre outras, a função de metabolizar os açúcares, facilitando para que as células possam queimá-los quimicamente e aproveitar sua energia. A natureza dá, assim, mais uma mostra de desígnio inteligente, ao proporcionar grande quantidade de açúcares na uva, juntamente com as vitaminas necessárias para seu aproveitamento energético. A uva também contém quantidades bastante significativas de provitamina A, de vitamina C e de vitamina E.

Minerais: O potássio, o cobre o ferro são os minerais mais abundantes na uva, ainda que também contenha cálcio, fósforo e magnésio.

Fibra: A uva contém aproximadamente 1% de fibra vegetal solúvel, quantidade relativamente importante tratando-se de fruta fresca.

Ácidos orgânicos: São os responsáveis pelo sabor ligeiramente ácido da uva. Esses ácidos exercem uma ação paradoxal no sangue, produzindo alcalinização. A alcalinização do sangue e da urina facilita a eliminação dos resíduos metabólicos, que em sua maior parte são de tipo ácido, como o ácido úrico.

As principais indicações da uva são: Afecções cardíacas em geral: A uva é recomendável em tdoas as afecções cardíacas pelos seguintes motivos:
-Aporta energia em forma de açúcar simples, que o músculo cardíaco utiliza para contrair-se. Embora a principal fonte de energia para o coração sejam os ácidos graxos, esse órgão também utiliza a glicose. -A uva é rica em potássio e também contém cálcio e magnésio, minerais intervém nas contrações cardíacas. -A uva não contém sódio nem gordura saturada, os dois principais inimigos do sistema cardiovascular.

Afecções das artérias coronárias: Pesquisas realizadas com a uva e seu suco mostram que ambos são capazes de dilatar as artérias, possibilitando a circulação mais fluída do sangue, sem que se formem coágulos, e impedir que o colesterol se deposite nas paredes das artérias. Não se pode esperarmais de um alimento protetor do coração e do sistema circulatório. O vinho tino também exerce essas mesmas ações devido a conservar parte das substâncias ativas presentes na uva. Mas apresenta incovenientes em relação à uva e seu suco: contém apenas açúcares e vitaminas e uma substância tóxica, o álcool etílico, que necessariamente o organismo precisa eliminar do sangue, queimando-o no fígado.

Trombose: A tendência do sangue a formar coágulos dentro das artérias ou veias pode ser reduzida com o consumo de uva, suco ou uvas passas, Isto é especialmente importante para quem tenha sofrido acidente vascular cerebral, ou esteja em situação de risco. Anemia por falta de ferro: A uva é uma das frutas frescas mais ricas em ferro. A uva passa, como está mais concentrada, é ainda mais rica em ferro, superando a carne de carneiro.

0 comentários:

Postar um comentário